segunda-feira, junho 17, 2024
No menu items!
InícioBrasilÉ #FAKE que vídeo mostre descarte de alimentos doados para vítimas dos...

É #FAKE que vídeo mostre descarte de alimentos doados para vítimas dos temporais no RS

Circulam nas redes sociais vídeos que mostrariam a perda de alimentos doados para as vítimas dos temporais que atingiram o Rio Grande do Sul. Outro registro mostra um caminhão que teria sido barrado em uma rodovia quando levava mantimentos para a região.

Ambos os vídeos, no entanto, são #FAKE.

No primeiro registro, é possível ver um trator circulando dentro de uma quadra poliesportiva repleta de produtos doados para a cidade de Encantado, na região Centro-Leste do Rio Grande do Sul. Embora o vídeo seja de fato da cidade e trata-se de doações, o registro é, na verdade, do ano passado, quando o município também foi atingido por chuvas.

O prefeito da cidade, Jonas Calvi (PSDB), gravou um vídeo, na ocasião, dentro do ginásio para negar que estivesse ocorrendo descarte de doações.

Em registro publicado nas redes sociais da prefeitura, ele mostra que o local era o centro de recebimento de doações, o que explicaria a quantidade de itens e a aparente desordem, uma vez que os itens ainda iam passar por uma triagem para serem entregues a quem necessitava.

“Se houve um equívoco, foi trazer a máquina aqui, para agilizar todo esse trabalho para que nós possamos trazer as pessoas que estão lá no Navegantes para que fiquem aqui abrigadas. […] Nenhuma peça foi jogada fora. Todas estão aqui bem organizadas para quem precisar”, explicou o prefeito na ocasião.

É #FAKE vídeo que mostra descarte de alimentos doados para vítimas dos temporais no RS. — Foto: Reprodução

É #FAKE vídeo que mostra descarte de alimentos doados para vítimas dos temporais no RS. — Foto: Reprodução

Na ocasião, a juíza Silvia Tedesco, da 9ª Vara Cível de Porto Alegre, determinou que Instagram e Tiktok excluíssem esses vídeos de suas plataformas.

A publicação também afirmava que a suposta perda de doações seria culpa o governador, Eduardo Leite, que moveu uma ação por ter seu nome atrelado aos registros enganosos.

Em outra publicação, um homem mostra um caminhão — de uma empresa que estava transportando doações — parado em um posto de fiscalização da Receita Estadual em Torres, no interior do Rio Grande do Sul.

O homem afirma que o veículo havia sido barrado e que só seria liberado caso notas fiscais fossem apresentadas, o que é #FAKE. Na verdade, o veículo foi abordado por levar “excesso de peso”, o que, porém, não o impediu de seguir viagem.

Embora o vídeo seja de fato de uma entrega de doações para as vítimas das chuvas que atingem o Rio Grande do Sul nas últimas semanas, não houve qualquer impedimento para que a carga fosse transportada.

Em nota, a Bread King, empresa proprietária do caminhão, explica que, embora tenha sido abordado, o veículo seguiu sua viagem, tendo inclusive já entregado os donativos às regiões afetadas.

“A Bread King esclarece que o veículo seguiu viagem até seu destino final, entregando os suprimentos aos necessitados ainda durante a madrugada. No posto de fiscalização, o veículo foi abordado devido ao excesso de peso, porém foi liberado sem receber qualquer notificação ou autuação”, disse a empresa, em comunicado.

Please follow and like us:
Pin Share
Notícias Relacionadas

Mais Populares