terça-feira, maio 21, 2024
No menu items!
InícioRegionalQuadrilha acusada de assassinar pai e filho em sítio é condenada a...

Quadrilha acusada de assassinar pai e filho em sítio é condenada a quase 130 anos de prisão

A Justiça condenou o casal que mandou matar e a dupla que assassinou pai e filho em Votuporanga, no interior de São Paulo. O crime aconteceu no dia 11 maio do ano passado, em um sítio no município. Somadas, as penas chegam a quase 130 anos de prisão em regime fechado.

Vitor Moré Baggio, de 22 anos, e o pai dele, Wladmyr Ferreira Baggio, de 56, foram amarrados, vendados e assassinados com tiros na cabeça. O crime foi filmado pelos criminosos (entenda abaixo).

Durante a investigação, foi constatado que os mandantes foram Viviane Moré, irmã e filha das vítimas, e o marido dela, Carlos Ramos. A motivação seria uma herança avaliada em R$ 2 milhões e vingança familiar.

Na sentença, emitida na segunda-feira (8), o juiz José Guilherme Urnau Romera condenou por latrocínio:

  • Gustavo Henrique de Oliveira da Cruz: 35 anos em regime fechado e 19 dias-multa;
  • Luís Henrique dos Santos Andrade: 23 anos e 4 meses em regime fechado e 11 dias-multa;
  • Carlos Alberto de Assis Ramos: 35 anos em regime fechado e 20 dias-multa;
  • Viviane More Ramos: 35 anos em regime fechado e 19 dias-multa.
Casal é suspeito de ser mandante do crime em Votuporanga — Foto: Reprodução/TV TEM

Casal é suspeito de ser mandante do crime em Votuporanga — Foto: Reprodução/TV TEM

Os réus também foram condenados a pagar R$ 100 mil em danos morais às vítimas. Cabe recurso da decisão. Todos estão presos preventivamente. A denúncia do Ministério Público (MP) foi recebida pela Justiça no dia 12 de junho do ano passado.

O g1 questionou a advogada de defesa do casal mandante, Mariflávia Peixe de Lima, informou que não concorda com a sentença e e irá recorrer da decisão.

Contratação dos autores

Arma usada no crime foi apreendida, em Votuporanga (SP) — Foto: Reprodução/TV TEM

Arma usada no crime foi apreendida, em Votuporanga (SP) — Foto: Reprodução/TV TEM

Segundo a polícia, a investigação também apontou que Gustavo foi contratado pelo casal por R$ 30 mil para matar a família, sendo R$ 10 mil por cada morte. Na ocasião, a mãe de Viviane também seria assassinada, mas ela viajou no dia do crime.

Três dias antes do duplo assassinato, o delegado responável pelo caso, Rafael Latorre, informou que os autores do crime participaram de uma reunião. Em seguida, o criminoso convidou o comparsa Luís Henrique para o crime.

A Polícia Civil teve acesso a áudios dos criminosos, que discutiram sobre a ação. No dia do crime, um vídeo foi enviado pelos criminosos ao casal. Na imagem que a polícia teve acesso, Vitor e Wladmyr estavam amarrados na cozinha. Eles foram mortos em seguida.

Os criminosos contratados, de 29 e 34 anos, foram presos horas depois de matar as vítimas. Eles confessaram a autoria, disseram que conheciam a rotina da família e planejavam um roubo, porém nada foi levado do imóvel.

Prisões

Casal é preso suspeito de contratar criminosos que amarraram, vendaram e mataram a tiros pai e filho em Votuporanga — Foto: Arquivo Pessoal

Casal é preso suspeito de contratar criminosos que amarraram, vendaram e mataram a tiros pai e filho em Votuporanga — Foto: Arquivo Pessoal

Com o avanço das investigações, a polícia constatou que Carlos e Viviane planejaram o crime. Eles foram presos no dia 22 de maio e levados para unidades prisionais de Presidente Prudente e Tremembé (SP).

O autor contratado pelo casal foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Paulo de Faria.

Please follow and like us:
Pin Share
Notícias Relacionadas

Mais Populares