segunda-feira, junho 24, 2024
No menu items!
InícioPolíciaQuase R$ 500 mil em cocaína e arsenal do tráfico em Votuporanga

Quase R$ 500 mil em cocaína e arsenal do tráfico em Votuporanga

Policiais da DISE de Votuporanga fizeram ontem (2) a “Operação Acesso Negado” contra o tráfico de drogas e crime organizado. A ação resultou na apreensão de mais de 22 quilos de cocaína, um arsenal de armas de alto poder destrutivo, munição e prisão de uma balconista de padaria acusada de ser a ‘guardiã’ do crime.

Nas ações preliminares desempenhadas por esta DISE no combate à rede de tráfico, roubo e guerra do tráfico, ficou desvendado que W.R.S.P., seria um dos principais traficantes de drogas da cidade.

A investigação também desvendou o envolvimento do investigado na disputa de poder que acontece entre os criminosos, inclusive que resultaram vários homicídios no município.

As investigações demonstraram que o investigado, dedicava se ao comércio ilícito de entorpecentes, desenvolvendo rigorosa venda, alcançando dinheiro sujo e sobrevivendo da prática criminosa.

Notou se durante as investigações que a todo momento o investigado se mantinha “extremamente atento”, posto o seu envolvimento numa “guerra” de poder entre agentes do crime. As atividades de inteligência policial foram suficientes para identificar a mulher P.F.E., de 34 anos de idade, residente, no Bairro Vila Marin. Ela passou a ser investigada, haja vista a frequência constante do traficante em sua residência, inclusive em momentos que ela estava trabalhando como balconista em uma padaria.

Segundo a polícia, as visitas eram constantes, de modo que foi possível concluir pelo seu modo de agir, que na verdade aquela residência que a mulher morava tratava se do “mocó”, lugar onde o acusado guardava suas drogas e armas.

Concluiu se que a mulher atuava guardando os ilícitos do investigado, sendo supostamente uma mulher trabalhadora e com isso a sua casa dificilmente despertaria atenção policial. Diante das intensas investigações, foi representado pelo pedido de busca domiciliar na residência do investigado, como também na residência da investigada, sendo o mesmo concedido e expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Votuporanga.

Durante o cumprimento da ação, a mulher, de imediato indicou um quarto onde estava guardando várias armas e grande quantidade de cocaína. No momento do cumprimento do mandado de busca, o investigado foi ao local a fim de buscar parte da droga acompanhado de outro indivíduo e ao perceber a presença policial na casa da comparsa, evadiu se do local utilizando um veículo Fox. Rapidamente, uma equipe realizou um acompanhamento, contudo, não logrou êxito em abordá-los.

Durante a busca, foi localizado no quarto da residência da investigada dois (02) sacos de cocaína que obtiveram peso bruto de mais de 18 kg; três tijolos prensados de cocaína que pesaram mais de 3 kg.

No quarto também havia um arsenal, de modo que foi localizada Uma (01) Pistola Israelense calibre 9mm com 02 carregadores, Uma (01) Pistola Zigana Torkiye calibre 9mm, Duas (02) Pistolas Glock calibre 9mm, sendo uma (01) adaptada com conversor para metralhadora, Uma (01)Espingarda semiautomática calibre 12 com dois (02) carregadores, Vinte e Seis (26) Cartuchos calibre 12, Cento e Oito (108) Cartuchos de calibre 9mm, como também três (03) blisters com dez (10) Munições em cada blister, perfazendo um total de Trinta (30) Munições calibre 9mm.

Prosseguindo nas diligências também foi dado cumprimento ao mandado de busca e apreensão na residência do homem, no entanto ele não estava presente, uma vez que já estava evadido e tinha total ciência que era o principal alvo da investida policial.

“Destaca-se que o tráfico se alastra como um rastilho de pólvora e a sociedade se transforma num barril prestes a explodir. A criminalidade vem aumentando a cada dia, inclusive em cidades do porte da nossa, que assistiu a vários homicídios nos últimos anos ligados exatamente à disputa de pontos de drogas, além de roubos e latrocínios, certamente relacionados à necessidade de se obter uma estrutura financeira. A nocividade e quantidade da droga apreendida demonstra claramente a proporção negativa em relação ao impacto causado na saúde das pessoas que se mantêm viciadas ao uso indiscriminado dessas substâncias”, cita delegado Rafael Latorre Costa, da DISE.

Os 22 quilos de cocaína apreendidos estão avaliados em R$ 440.000,00, porém, após preparada para a venda aos usuários rendem um valor absurdamente maior, sendo que é habitualmente vendida R$50,00 o grama.

O entorpecente, armas e demais objetos foram encaminhados ao Instituto de Criminalística para realização dos devidos trabalhos periciais. O homem apontado como ‘dono’ da droga e armas continua procurado. Já a mulher foi conduzida à Especializada onde foi autuada em flagrante por infração ao Artigo 33 da Lei 11343/06 (Tráfico de Drogas) e Artigo 16 da Lei 10.826/03 – Estatuto do Desarmamento – Posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, sendo encaminhada para uma Unidade Prisional ficando à disposição da Justiça.

Please follow and like us:
Pin Share
Notícias Relacionadas

Mais Populares